Lula segue para Curitiba em avião da PF

Pedro Venceslau, Luiz Vassallo e Fausto Macedo

São Paulo

O ex-presidente Lula partiu neste sábado, 7, em um avião da Polícia Federal rumo a Curitiba, a terra da Lava Jato que o condenou a 12 anos e um mês de reclusão no caso do triplex do Guarujá. Eram 20h46.

Preso, sem algemas, Lula vai iniciar o cumprimento de sua pena na capital paranaense, por ordem do juiz federal Sérgio Moro.

Inicialmente, havia previsão de que ele fosse deslocado para Curitiba em um avião da FAB. Mas Lula acabou sendo transferido no avião da PF.

Lula entregou-se por volta de 18h40, depois de permanecer dois dias entrincheirado na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, onde forjou sua carreira política.

O decreto de prisão do petista foi expedido por Moro na quinta-feira, 5, às 17h50.

O magistrado proibiu o uso de algemas no ex-presidente e deu a ele prazo de 24 horas para se entregar ‘voluntariamente’. Lula foi para o sindicato, seu velho reduto desde sempre.

Ali, durante dois dias, ele recebeu muitos apoios, inclusive de sua sucessora, Dilma, e a solidariedade de antigos companheiros, quadros importantes do PT.

Neste sábado, 7, ao meio dia, ele fez seu último comício antes de cair na prisão da Lava Jato.

Durante 55 minutos, aproximadamente, ele falou à militância. Anunciou que iria se entregar, mas que é um homem indignado porque contra ele não há provas de corrupção e lavagem de dinheiro - crimes atribuídos ao petista no caso tríplex. "Vou de cabeça erguida e vou sair de peito estufado de lá", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos