PM diz que pode isolar PF em Curitiba em caso de prisão de Lula

Daniel Weterman - enviado especial

Curitiba

A Polícia Militar considera isolar a sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba para a possível chegada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao local, onde ele deve começar a cumprir pena.

Para a condução, a PF reservou um avião de Congonhas, em São Paulo, para o aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. De lá, a intenção é levar o petista com um helicóptero até à PF. A PM quer evitar ao máximo um deslocamento de Lula pelas ruas, de carro, o que poderia ocorrer em condições meteorológicas adversas para voo.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública do Paraná, as forças de segurança pediram que os manifestantes contrários a Lula não fiquem em frente à sede da PF durante a prisão de Lula e durante a estadia do petista na Superintendência, onde uma cela foi reservada para ele na cobertura do prédio.

Ontem, integrantes do grupo "República de Curitiba" ficaram na entrada do prédio com um caminhão de som gritando palavras de ordem contra o ex-presidente. Na manhã deste sábado, ainda não há manifestação no local. Os militantes pró-Lula participam de protesto contra o governo estadual, no Centro Cívico, a cerca de 7 quilômetros da PF.

As cúpulas da Pasta estadual e da Polícia Federal aguardam definições sobre a condução de Lula para colocar em prática um esquema de segurança. O monitoramento é acompanhar possível vinda de manifestantes favoráveis e contrários à prisão do petista, o que faria a PM isolar a região e separar os grupos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos