'Vou enfrentar esquerdistas outra vez, não tenho medo', diz Doria em evento

Aline Bronzati e Circe Bonatelli

São Paulo

O ex-prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) afirmou que não tem medo de enfrentamento na disputa pelo governo de São Paulo e que será um "opositor ferrenho" para candidatos que defendam "causas esquerdistas". "Vou enfrentar os esquerdistas outra vez. Não quero desmerecer ninguém, mas vou para o enfrentamento e não pensem que vou dar moleza para ninguém nem para o Márcio França", disse ele, no Summit Imobiliário Brasil 2018, promovido pelo jornal O Estado de S. Paulo, citando o sucessor de Geraldo Alckmin (PSDB).

Ele disse ainda que o trabalho realizado na Prefeitura será continuado por Bruno Covas, que não é um "apêndice" e foi eleito com os mesmos votos. "O Bruno Covas vai ser uma grata surpresa para quem não o conhece. É jovem, dinâmico, estudioso, dedicado, aplicado e muito integrado. Tenho tranquilizado nossos interlocutores de que não haverá nenhuma mudança no ritmo que a cidade adquiriu", disse Doria.

Segundo o ex-prefeito, as propostas liberais que assumiu quando prefeito da Cidade de São Paulo serão mantidas por Covas. Afirmou ainda que mantém a mesma postura, de defesa dessas ideias, e que vai levá-las também para a disputa do Governo de São Paulo. "Foi essa razão que me fez sair da Prefeitura e aceitar, parece que foi quase uma imposição do PSDB, para disputar o governo de São Paulo. Essa razão me fez sair da zona de conforto", disse Doria.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos