Temer nomeia oito ministros e efetiva três, incluindo Guardia e Moreira Franco

Luci Ribeiro

Brasília

O presidente Michel Temer nomeou nesta terça-feira, 10, onze ministros, incluindo o da Fazenda, Eduardo Guardia, o de Minas e Energia, Wellington Moreira Franco, e o do Planejamento, Esteves Colnago.

Além deles, foram nomeados também: Rossieli Soares da Silva (Educação); Antônio de Pádua de Deus Andrade (Integração Nacional); Alberto Beltrame (Desenvolvimento Social); Leandro Cruz Fróes da Silva (Esporte); e Vinicius Lummertz (Turismo).

O presidente Temer ainda decidiu efetivar Marcos Jorge de Lima como ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços; Helton Yomura como ministro do Trabalho; e Gustavo do Vale como ministro dos Direitos Humanos. Os três já estavam à frente das pastas em caráter interino. No caso de Gustavo do Vale, ele continuará na Subchefia para Assuntos Jurídicos da Casa Civil, mas agora como interino.

Todos os ministros agora nomeados foram exonerados dos antigos cargos para assumir os novos postos. A entrada de novos titulares na Esplanada resulta da saída de ex-ministros que pretendem concorrer a algum cargo nas eleições de outubro. O prazo para que eles se desincompatibilizassem das funções públicas terminou no Sábado (7).

A cerimônia de posse dos novos ministros está marcada para esta terça-feira às 15h no Palácio do Planalto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos