Coloco meu nome à disposição do MDB para ser candidato à Presidência, diz Meirelles

Idiana Tomazelli e Eduardo Rodrigues

Em Brasília

  • Alan Marques/ Folhapress

    Meirelles disse que não pretende ser vice em uma eventual chapa com Temer

    Meirelles disse que não pretende ser vice em uma eventual chapa com Temer

O ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles reafirmou nesta quarta-feira (11), que colocou seu nome à disposição do MDB para uma candidatura à Presidência da República, mas não pretende atuar como vice em uma eventual chapa para a reeleição do presidente Michel Temer.

Na segunda-feira, Meirelles participou em Porto Alegre de um debate entre presidenciáveis promovido pelo Fórum da Liberdade, ao lado de Marina Silva (Rede), João Amoêdo (Novo), Flávio Rocha (PRB), Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT). Temer não estava presente. Jair Bolsonaro (PSL-RJ) foi convidado, mas não compareceu.

Meirelles evitou dizer se isso já seria um indício de que ele é o nome do MDB para a Presidência. "O importante é que estamos trabalhando juntos e estamos já numa agenda de propostas. Certamente, no devido tempo, chegaremos à montagem da chapa melhor possível", disse após transmitir o cargo de ministro da Fazenda ao seu sucessor, Eduardo Guardia.

"O importante é que contamos, sim, com apoio do partido, estamos trabalhando e a ideia de fato é garantir a continuidade do crescimento do país e da agenda de reformas", disse.

O ex-ministro reiterou que seu projeto é tentar o cargo máximo do Poder Executivo. "Não trabalhamos com isso [ser candidato a vice], nosso projeto é um projeto de colocar nosso nome à disposição do partido para uma candidatura à presidente", afirmou.

Meirelles disse ainda que Guardia vai dar continuidade, até dezembro, à agenda econômica no país, mas ressaltou que é preciso assegurar que esse movimento não pare a partir de 2019.

"Teremos agora processo eleitoral, que foi a minha razão de saída do ministério, visando exatamente a garantir que o Brasil prossiga nessa rota de crescimento e modernização nos próximos anos e não corra o risco de voltar nessa rota", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos