PSDB negocia com Pastor Everaldo aliança nacional com PSC

Renan Truffi

Brasília

Buscando aumentar seu tempo de televisão na campanha eleitoral, o PSDB está tentando negociar uma aliança nacional com o presidente do PSC, Pastor Everaldo. O líder do PSDB na Câmara, deputado Nilson Leitão (MS), se encontrou com Everaldo nesta quarta-feira, 11, para discutir o cenário eleitoral, mesmo após indicativo de que o partido cristão irá lançar o ex-presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Paulo Rabello de Casto como candidato à Presidência.

Nos bastidores, os tucanos já dão como certas as alianças com PTB, PSD e PPS. Agora a ideia é fazer uma aproximação junto aos partidos que já tem pré-candidatos à Presidência, como PSC e DEM. "Vamos começar a fazer uma constatação das alianças que podem ocorrer, a maioria tem candidato à Presidência da República. Vamos respeitar cada candidatura, mas sem deixar de conversar. A ideia é tentar construir uma relação mesmo com partidos que têm presidenciáveis hoje, mas numa relação com uma conversa. É o caso do próprio DEM, do PSC, que já apoiou na eleição passada. São conversas que teremos, hoje mesmo teremos uma conversa com o Everaldo, por exemplo", disse.

Alckmin se reuniu hoje com parte da bancada do PSDB na Câmara, durante almoço promovido pelo senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). O encontro aconteceu no gabinete de senador cearense e serviu para que os deputados atualizassem Alckmin sobre a situação dos palanques estaduais. A partir desse diagnóstico, Alckmin irá estruturar as viagens de campanha.

"Ele vai começar a organizar essa base da campanha, como a estrutura, por exemplo. Uma agenda (de campanha) vai surgir também dos Estados. Agora ele começa a estruturar essa visitação", explicou Leitão. Alckmin tem tentado mostrar otimismo sobre o rumo das negociações. "Está indo muito bem (formação dos palanques), vamos deixar que os partidos anunciem as alianças", disse após o almoço.

Um dos palanques definidos nos últimos dias é o da Bahia. Com a desistência do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM-BA), de disputar o governo do Estado, os tucanos confirmaram intenção de lançar o deputado federal João Gualberto como candidato a governador.

Outro nome definido foi o do deputado federal Ricardo Tripoli (PSDB-SP), que deve ser o candidato do PSDB ao Senado por São Paulo. Ao sair do almoço, Alckmin brincou com o colega de partido sobre o desafio. "Conte comigo, senador", disse.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos