'Não só Lula, mas ninguém passa votos', afirma porta-voz da Rede

Marianna Holanda

São Paulo

Pedro Ivo, porta-voz da Rede eleito no domingo passado, dia 8, concedeu entrevista ao jornal O estado de S. Paulo.

Qual a principal diferença de Marina 2014 para Marina 2018?

Mesmo a Marina sendo presidente, não era o programa da Rede. Teremos um programa, uma campanha mais próxima da Rede. Segundo, ela está bem mais preparada que em 2014. Nós subestimamos a maldade dos adversários. A gente não acreditava que os partidos que se dizem progressistas, afinal de contas, PT e PSDB, usassem desses artifícios de desconstrução.

Como está a conversa com outros partidos?

Conversamos com o PPL, PV, PSB e PMN. Não tem muita restrição. A nossa aliança é sempre programática e em cima da realidade estadual, porque o Brasil é muito diferente. A gente orienta a não fazer aliança com partidos da polarização (MDB, PSDB e PT), mas dependendo do pode haver exceção.

Como o sr. vê a possível candidatura de Joaquim Barbosa?

É uma pessoa decente e a gente espera que seja mais um a contribuir com o debate democrático.

Como vocês poderiam atrair o eleitorado petista?

Não só Lula, mas ninguém passa seus votos. Acho que se o Lula não for candidato, o PT vai herdar parte dos votos, com os petistas orgânicos, e outros segmentos poderão trazer esses eleitores mediante um programa. Nós temos dois elementos fortes: acabar com as desigualdades, (fazer) justiça social; e uma economia, nem da direita, nem da esquerda. Acreditamos num Estado forte, mas que investe na criatividade da economia. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Receba por e-mail as principais notícias sem pagar nada.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos