Alckmin afirma que 'não teve contato' com presidente Temer

Renan Truffi

Brasília

O pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin, afirmou nesta quinta-feira, 26, que está aberto ao diálogo, mas não teve contato "nem com o presidente (Michel) Temer nem com ninguém" para formar uma eventual chapa encabeçada por ele e tendo o ex-ministro Henrique Meirelles (MDB) como candidato a vice-presidente.

"Não tive nenhum contato nem com o presidente Temer nem com ninguém. E estamos abertos ao diálogo, mas não teve nada disso (negociação de chapa com MDB e Meirelles). Seria até uma indelicadeza com o MDB, que tem pré-candidato. Agora, diálogo, conversar, é sempre positivo", disse ele, depois de participar de reunião na Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), em Brasília.

Alckmin anunciou o lançamento do "movimento centro democrático". A ideia, segundo ele, é unir movimentos da sociedade civil, como trabalhadores, empresários e empreendedores, em uma espécie de frente que represente um projeto único para o centro. "Vamos lançar o movimento centro democrático, que não é PSDB, é trazer a sociedade civil para um projeto em torno do Brasil", afirmou ele.

A proposta discutida pela cúpula da campanha tucana visaria agregar líderes de setores estratégicos e de movimentos populares. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos