Luisa Mell resgata mais de 50 cães e gatos em casa na zona sul

Felipe Cordeiro

O Instituto Luisa Mell resgatou mais de 50 animais que viviam em condições insalubres na casa de uma idosa no Capão Redondo, zona sul da capital paulista, nesta segunda-feira, 7. A maioria dos cães e gatos estava doente - alguns foram encontrados mortos.

Segundo a ativista e apresentadora de TV Luisa Mell, fundadora da organização não governamental (ONG) que leva seu nome, a mulher, identificada apenas como dona Maria, apresentava sinais de transtorno de acumulação e trazia para casa todos os animais que encontrava na rua.

"É um problema muito sério. A pessoa que é acumuladora tem boa intenção, quer ajudar, mas acaba perdendo totalmente o controle", afirmou Luisa à reportagem. "A pessoa não faz por mal."

A ativista disse que recebeu de uma policial a denúncia sobre as condições precárias do imóvel e que assim que soube do caso enviou ração e voluntários para fazer um mutirão de limpeza.

Ela explicou que resgatou 50 gatos e 13 cachorros e que não pôde levar todos que estavam na casa por causa da falta de espaço no instituto. "Nós temos controle da quantidade de animais e precisamos fazer as doações primeiro antes de trazer mais. Senão, eu que viro uma acumuladora."

Segundo Luisa, não foi registrado um boletim de ocorrência na Polícia Civil, já que não havia indícios de maus-tratos intencionais contra os animais. A filha da idosa se comprometeu a tratar o transtorno da mãe. "É um problema pouco discutido. A família precisa ajudar porque os animais estão morrendo e a pessoa vive no meio da sujeira. É ruim para ela, para eles e para a vizinhança."

Os 63 animais resgatados nesta segunda foram levados à sede do Instituto Luisa Mell, em Ribeirão Pires, no ABC Paulista, onde serão submetidos a exames e ficarão abrigados até que possam ser adotados.

No sábado, 5, a ONG promoveu uma feira no Butantã, zona oeste de São Paulo, que terminou com 48 adoções.

Em suas redes sociais, a ativista publicou imagens do resgate na zona sul e pediu ajuda de seus seguidores para receber doações e custear a recuperação dos animais. O instituo disponibilizou três contas bancárias para quem quiser contribuir: Banco do Brasil, agência 1817-1, conta corrente 120.000-3; Bradesco, agência 1974-7, conta corrente 288-7; e Itaú, agência 0772, conta corrente 09021-3.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos