Sargento do Batalhão de Choque morre baleado em confronto na Rocinha

Um policial militar do Batalhão de Choque foi morto e outras três pessoas ficaram feridas a tiros durante confrontos entre a Polícia Militar e criminosos na favela da Rocinha, na zona sul do Rio, na tarde desta quarta-feira, 9.

O sargento Anderson Luiz Rosa da Conceição, de 40 anos, precisou ser socorrido por um helicóptero da PM e foi levado ao Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), onde morreu. Um dos três feridos também é PM - o soldado Janddre Dias Silva foi baleado na perna direita, também seguiu para o HCPM e está em estado "estável", segundo a corporação.

As outras duas vítimas são moradores da Rocinha e foram levados ao Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon (zona sul). Até o início da noite não havia informações sobre o estado de saúde delas, nem as condições em que foram atingidas - se estavam participando do enfrentamento ou foram alvos de balas perdidas.

Os confrontos começaram por volta das 14h30 e continuavam às 18h30. O Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope) e o Grupamento Aeromóvel (GAM) da PM também foram acionados para auxiliar o Batalhão de Choque no combate aos criminosos.

A Autoestrada Lagoa-Barra, que liga as zonas sul e oeste do Rio, foi interditada por volta das 17h nos dois sentidos e o trânsito foi desviado para a avenida Niemeyer. Às 18h20 o bloqueio continuava.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos