PF abre Asclépio contra esquema de propina sobre produtos hospitalares

Julia Affonso e Fausto Macedo

São Paulo

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira, 15, a Operação Asclépio contra um suposto esquema de cobrança de vantagens indevidas e fraude em procedimentos licitatórios para aquisição de produtos hospitalares. A investigação aponta que o esquema abrangia profissionais de um hospital pertencente a uma organização militar.

Em nota, a PF informou que cerca de trinta policiais federais cumprem 8 mandados de busca e apreensão expedidos pela 5ª Vara Federal Criminal/RJ, todos no município do Rio de Janeiro.

As investigações apontaram que médicos teriam cobrado vantagens indevidas para aquisição de materiais cirúrgicos de firmas específicas; tendo buscado influenciar na elaboração de editais visando direcionar licitações para empresas previamente contatadas e integrantes do esquema criminoso. Foi identificada, também, a cobrança de uma porcentagem sobre o valor de faturas emitidas em favor de estabelecimentos médicos como contrapartida para liberação do pagamento.

A Operação Asclépio tem o apoio do Ministério Público Federal e da Marinha. São investigados os crimes de corrupção, fraude à licitação, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Asclépio ou Esculápio é o deus da medicina e da cura na mitologia romana.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos