Topo

‘Temos de diminuir o confronto’, afirma secretário da PM

São Paulo

01/12/2018 09h12

Escolhido para o cargo de secretário executivo da PM, coronel Alvaro Batista Camilo, disse que a redução da letalidade policial será prioridade da gestão. Hoje, cerca de 20% das mortes violentas em São Paulo são decorrentes de confrontos com a polícia. "Letalidade ninguém quer, seja do lado do policial ou dos infratores da lei", disse. "O policial está morrendo muito também, então temos de diminuir o confronto. Tem de fazer uso intensivo de inteligência: não deixar cometer o crime, tenho de pegar antes."

Entre as medidas, o coronel Camilo citou reforço em policiamento comunitário e no programa de vizinhança solidária. "Quem tem informação sobre os infratores de uma área são os moradores."

Segundo o coronel, há previsão de contratação de 6 mil novos PMs em 2019, além de militares da reserva para trabalhos administrativos. O futuro secretário também opinou sobre excludente de ilicitude, que ganhou força com a eleição do presidente Jair Bolsonaro (PSL). "Já temos uma legislação que permite trabalhar adequadamente", disse. "Se alguém estiver com fuzil na rua, temos de prender e retirar de lá."

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.