Topo

Santos Cruz diz que conversará com todo mundo, mas não permitirá 'toma lá, dá cá'

Mariana Haubert e Tânia Monteiro

Brasília

03/12/2018 13h44

Indicado para a Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro, o general Santos Cruz afirmou nesta segunda-feira, 3, que conversará com todos os parlamentares, mas "seguirá princípios que nortearão sua conduta" para não permitir o chamado "toma lá, dá cá".

"Se você for raciocinar que para fazer o trabalho certo não tem dificuldade nenhuma, só você ser norteado por bons princípios. A dificuldade é se começar a se afastar de princípios que são fundamentais", disse ele.

Embora uma de suas futuras atribuições seja a articulação com o Congresso, Santos Cruz tergiversou sobre isso ao dizer que esta questão ainda não está totalmente definida.

"Todo mundo sabe quais são os princípios que estão norteando a conduta desse governo, do presidente, das pessoas que trabalham com ele. Tem que ser coerente com essa expectativa e tudo aquilo que for trazido de assunto. Você não vai se negar a falar com ninguém, nem que seja institucionalmente, só que qualquer proposta tem que estar dentro dos princípios", disse.

Apesar de também já estar definido que o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) ficará sob sua guarda, Santos Cruz afirmou que ainda falta uma divisão de atribuições do órgão.

O general participou da solenidade em comemoração aos 80 anos de criação do Gabinete de Segurança Institucional da residência realizado nesta manhã no Palácio do Planalto.