PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Números são centralizados para evitar informação desencontrada, diz Defesa Civil

Brumadinho

28/01/2019 11h24

Flávio Godinho, representante da Defesa Civil mineira, disse a jornalistas que os números sobre as vítimas estão sendo centralizados para evitar a propagação de informações desencontradas, já que há diversos pontos de captação de informação. O representante da Defesa Civil afirmou, ainda, que o trabalho de busca foi retomado no início da manhã desta segunda-feira, 28. A Defesa Civil anunciou que o número de mortos na tragédia subiu para 60. Há 292 desaparecidos.

O porta-voz dos Bombeiros de Minas Gerais, Pedro Aihara, disse também que o trabalho de busca por vítimas já está em coordenação com os homens enviados por Israel. Segundo o tenente, equipes brasileiras ficarão responsáveis pela busca de vítimas na região posterior ao pontilhão destruído pela lama e as equipes israelenses se concentrarão na área administrativa da Vale que ficava logo abaixo da barragem. As equipes de Israel usarão, segundo ele, sonares capazes de diferenciar a densidade da lama e de corpos.

Questionado sobre a chance de encontrar vítimas vivas, o tenente Aihara disse que a hipótese "é muito pequena considerando o tipo da tragédia". "Ainda assim, a gente trabalha com todas as possibilidades", afirmou.

Cotidiano