Topo

Bolsonaro almoça em restaurante frequentado por servidores e jornalistas

Amanda Pupo

Brasília

2019-04-25T16:16:00

25/04/2019 16h16

Depois de participar de uma solenidade em que extinguiu o horário de verão no Brasil, o presidente Jair Bolsonaro teve um momento de almoço descontraído ao ir, pela primeira vez, ao restaurante localizado no Palácio do Planalto, onde costumam frequentar funcionários, servidores e jornalistas que trabalham no prédio do Executivo.

Com preço barato em relação a outros restaurantes localizados na região central da capital, o local mantido pelo Sesi fica nas dependências do Palácio onde trabalha o presidente, em Brasília. A comida parece ter agradado Bolsonaro, que comeu o churrasco servido no buffet - e repetiu a dose.

"O rancho está melhor do que do tempo de Exército", brincou Bolsonaro, que é capitão da reserva. Rancho é o termo usado por militares para se referir à comida servida no quartel.

O presidente, que recebeu recomendações para que circulasse mais pelo Planalto, pretende repetir a "saída". "Uma vez por mês", respondeu ele, ao deixar o local cercado por assessores, seguranças, jornalistas e funcionários. Ele também foi acompanhado de uma equipe de imagens da Presidência.

Com a ideia de imprimir uma personalidade de cidadão "simples", Bolsonaro já divulgou fotos em que aparece fazendo churrasco e lavando a roupa. No almoço, ele fez brincadeiras, atendeu aos pedidos de fotos e aproveitou o churrasco do buffet. "Ele foi ali, se serviu, pediu 'vê uma carne mais caprichada', comeu salada, as carnes do churrasquinho", relatou o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que acompanhou o presidente no almoço, ao lado do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno.

Segundo Bento Albuquerque, Bolsonaro "terceirizou" o pagamento da conta ao Major Cid, seu ajudante de ordem, mas avisou que irá ressarcir. "Lá em cima dou o dinheiro para ele".

Mais Política