Topo

Moradores do Jardim dos Lagos criticam recapeamento em ruas de paralelepípedos

Renata Okumura

17/07/2019 15h23

Moradores do Jardim dos Lagos na região do Guarapiranga pedem a interrupção de obras para recapeamento de ruas de paralelepípedos no bairro. Embora a prefeitura alegue que o programa ocorre para restabelecer as condições funcionais da malha viária, parte da população avalia a perda histórica e prejuízos ambientais.

"É um crime ambiental premeditado. Estão asfaltando trechos ainda em paralelepípedo. As obras estão sendo realizadas na avenida Doutor Arthur Cordeiro com a praça Elida Fontanesi Gagliardi, área de proteção de mananciais", disse o morador Werner Sönksen.

Um grupo de moradores destacou ainda que não há sinalização sobre a obra, como custo e autorizações ambientais.

"A obra está sendo realizada justamente ao lado de um córrego que alimenta a Represa de Guarapiranga, sem qualquer proteção das águas que ali passam. O córrego está com a água branca", afirmou o morador.

"Falaram que vão asfaltar o entorno da Praça dos Lagos, o último trecho ainda de paralelepípedos da nossa reserva de mananciais", reforçou Sönksen.

A Secretaria Municipal de Subprefeituras informa que o Programa Asfalto Novo tem por objetivo restabelecer as condições funcionais da malha viária do Município de São Paulo. Os serviços compreendidos são de recapeamento, drenagem e estruturas.

A Secretaria esclarece que a avenida Doutor Arthur Cordeiro passou por vistoria e avaliação antes de iniciadas as obras de recapeamento.

"A área, antes pavimentada com paralelepípedo, sofreu desgaste com o passar do tempo e foram feitos diversos remendos no asfalto, deixando-o irregular e propício a causar acidentes, principalmente em dias chuvosos, quando o piso fica escorregadio. Além disso, há o prejuízo na circulação de veículos por causa de vibrações, trepidações e falta de aderência. As obras de recapeamento estão sendo realizadas em uma via já existente e sem nenhuma ocorrência de conduta lesiva ao meio ambiente", destacou a nota.

Mais Cotidiano