Topo

Carrefour diz que repudia qualquer ato de corrupção, sobre caso de Atacadão

Luana Pavani

22/08/2019 09h27

O Grupo Carrefour Brasil vem se pronunciar sobre notícias na mídia a respeito de acusações contra funcionários do processo de renovação de licenças de funcionamento de sua loja no Itaim Paulista e de sua matriz. Em fato relevante, a empresa diz que "apurou que existem investigações em andamento sendo conduzidas pelas autoridades competentes e já se colocou à disposição para colaborar".

Segundo o Carrefour, o processo de renovação da documentação necessária já está em andamento e sua sede administrativa possui licença de funcionamento ativa. "Adicionalmente, a Companhia está apurando os fatos objeto da investigação, e tomará todas as providências necessárias com base nos resultados da referida apuração."

Também reitera que "repudia todo e qualquer ato de corrupção e que possui Código de Ética e políticas internas alinhadas com a legislação brasileira vigente relativa à prevenção e o combate à corrupção."

Conforme notícia do portal G1, a Prefeitura de São Paulo interditou nesta quarta-feira uma unidade do Atacadão naquele bairro por não ter alvará de funcionamento, um dia após a prisão de um funcionário da Subprefeitura do Itaim Paulista por cobrar propina, investigado na operação "Máfia do ISS".

Mais Cotidiano