Topo

Bolsonaro indica 3 nomes para conselheiros do Cade

Luci Ribeiro

Brasília

23/08/2019 08h21

O presidente Jair Bolsonaro indicou três nomes para conselheiros do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). As indicações estão publicadas no Diário Oficial da União (DOU) desta sexta-feira, 23, e ocorrem depois que foram retirados de tramitação outros dois nomes a pedido de senadores, em um momento em que os parlamentares devem avaliar a eventual indicação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) para embaixador nos Estados Unidos. Foram indicados nesta sexta-feira para conselheiros do órgão: Luiz Augusto Azevedo de Almeida Hoffmann, Luiz Henrique Bertolino Braido e Sérgio Costa Ravagnani.

Responsável pela análise de fusões de empresas e pelo julgamento de infrações como a prática de cartéis, o Cade está com quatro cadeiras de seu tribunal vagas e não tem quórum para realizar sessões de julgamento.

As duas indicações canceladas eram de Vinícius Klein e Leonardo Bandeira Rezende, que tinham sido escolhidos pelos ministros da Justiça, Sergio Moro, a quem o Cade é vinculado, e da Economia, Paulo Guedes. Como o Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado mostrou em junho, havia resistência de parlamentares aos dois nomes por terem sido indicados pelos dois ministros sem negociação prévia no Senado.

Além dos conselheiros, Bolsonaro indicou nesta sexta-feira Lenisa Rodrigues Prado para o cargo de procuradora-chefe do Cade e o atual superintendente-geral do órgão, Alexandre Cordeiro Macedo, para mais um mandato no cargo.

Todos os indicados passam por sabatina em comissão do Senado e precisam ter seus nomes aprovados pelo plenário da Casa.

Mais Cotidiano