PUBLICIDADE
Topo

Maia afirma que quer retomar discussão sobre supersalários

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia - Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo
O presidente da Câmara, Rodrigo Maia Imagem: Mateus Bonomi/AGIF/Estadão Conteúdo

Camila Turtelli

Do Estadão Conteúdo, em Brasília

07/07/2020 16h40

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse hoje conversar com associações de juízes e procuradores sobre os supersalários, recebidos por servidores que ganham acima do teto do funcionalismo público, com os chamados "penduricalhos".

"Tenho conversado com associações de juízes e procuradores para que se encontre um caminho. O caminho de apenas se pedir para não pautar não resolve o problema. Há uma demanda da sociedade, correta. Quem quer ser servidor tem de ganhar dentro do teto do servidor. Quem quer ganhar acima precisa ir para o setor privado. Essa regra é clara", disse.

Segundo Maia, toda vez que o assunto entra na pauta da Câmara, há uma pressão externa para o retirar. Para ele, isso precisa ser resolvido. "Seria importante que nós pudéssemos sentar à mesa e que pudéssemos discutir qual é o caminho correto. Agora, da forma como está o fato, principalmente nos Estados, há uma grande distorção em relação àquilo que manda a Constituição brasileira", disse.

Política