PUBLICIDADE
Topo

Política

Líderes fecham novo acordo e decidem derrubar veto ao projeto de telemedicina

Bolsonaro vetou um dispositivo que previa a regulamentação da telemedicina pelo CFM após a pandemia da covid-19 - Divulgação
Bolsonaro vetou um dispositivo que previa a regulamentação da telemedicina pelo CFM após a pandemia da covid-19 Imagem: Divulgação

Camila Turtelli

Brasília

12/08/2020 15h02

Em uma nova reunião, agora com a participação do Novo, lideranças do Congresso decidiram derrubar o veto sobre o projeto da telemedicina durante a pandemia. Na manhã de hoje (12), lideranças já haviam se reunido e decidido pela derrubada de quatro vetos. O líder do Novo, deputado Paulo Ganime (RJ), no entanto, não foi convidado para participar da conversa e contestou o acordo fechado. Isso fez com que a sessão já em andamento nesta manhã fosse encerrada e nova deliberação, que teve início agora, fosse convocada.

A derrubada do veto relacionado ao projeto da telemedicina foi um pedido do deputado Hiran Gonçalves (PP-RR). "Nós tivemos uma reunião com o presidente Bolsonaro, que contou com a participação do líder do governo, do presidente do Conselho Federal de Medicina e do deputado Luizinho, nosso Presidente da Comissão que trata do coronavírus", disse o parlamentar pela manhã.

Bolsonaro vetou um dispositivo que previa a regulamentação da telemedicina pelo CFM (Conselho Federal de Medicina) após a pandemia da covid-19. Bolsonaro alegou que as atividades médicas por vias remotas devem ser reguladas por lei após o fim da pandemia.

Já o veto sobre serviços prestados pelos advogados, para o qual havia acordo para ser derrubado pela manhã, deverá ir a voto separadamente.

Política