PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Lei não autoriza militares a agir nas autuações

André Borges

Brasília

14/08/2020 12h46

A redução do quadro afeta a fiscalização, pois esses fiscais não podem ser substituídos por militares em todas as suas funções. Por lei, nenhum militar pode aplicar multas ambientais nem fazer autuações, apreensões ou destruir equipamentos - práticas de competência exclusiva do Ibama e do ICMBio.

O Ministério da Defesa confirmou, em nota, que essas atividades são "de competência exclusiva dos órgãos encarregados", Ibama e ICMBio.

Ou seja, os militares precisam estar acompanhados de pessoal desses órgãos ambientais.

As ações dos militares em campo, segundo a Defesa, compõem "atividades de coordenação, planejamento e inteligência" e "seguem um fluxo permanente nos comandos conjuntos constituídos, bem como nas reuniões em Brasília com dirigentes dos órgãos envolvidos". As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Cotidiano