PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês
Sem excursões, número de romeiros na Dutra para Aparecida quase triplica

10.out.2020 - Romeiros seguem rumo à Basílica de Aparecida caminhando às margens da Rodovia Presidente Dutra no trecho de Suzano (SP)  - Arnaldo Nunes/Futura Press/Estadão Conteúdo
10.out.2020 - Romeiros seguem rumo à Basílica de Aparecida caminhando às margens da Rodovia Presidente Dutra no trecho de Suzano (SP) Imagem: Arnaldo Nunes/Futura Press/Estadão Conteúdo

Gerson Monteiro, especial para o Estadão

Em Aparecida

12/10/2020 10h57

Caminhar ou pedalar centenas de quilômetros sob sol forte e chuva, encarar grande variação de temperatura, além do risco de trafegar ao lado de carros que viajam com velocidade média de 100 km/hora. Para superar parte deste desafio, os romeiros que seguem para Aparecida contam com o apoio de voluntários em pontos estratégicos ao longo da rodovia Presidente Dutra. Segundo a concessionária que administra a via, 7.656 pessoas utilizaram a Dutra a pé ou de bicicleta para chegar a Aparecida, passando pelo pedágio de Moreira César, somente neste fim de semana.

Quase 9 mil romeiros tinham chegado à cidade neste mês de outubro, considerando dados tabulados até a manhã de ontem. Em 2019, foram 2.781 pessoas cruzando o trecho do Vale do Paraíba entre os dias 10 e 11 de outubro.

Quem vem a Aparecida para agradecer ou fazer pedidos aos pés da imagem da Santa encontrada no Rio Paraíba do Sul este ano encontrou menos suporte na estrada. A pandemia do novo coronavírus reduziu os pontos de apoio. Na sexta-feira (9), a reportagem percorreu o trecho da Dutra no Vale do Paraíba e identificou apenas três desses pontos. No sábado (10), o cenário já era diferente. Diversos voluntários se espalharam às margens da rodovia distribuindo água, café, frutas e até sorvete - além de curativos para curar as bolhas da caminhada até a chegada a Aparecida.

Doações

A funcionária pública Ana Paula Melo, de Mogi das Cruzes, cidade da Grande São Paulo, que já fez o trajeto a pé em anos anteriores, arrecadou doações com amigos e parentes, reuniu a família e montou um ponto de atendimento aos romeiros na altura de Pindamonhangaba.

"Estamos aqui proporcionando para o pessoal esse momento de descanso nessa caminhada que é tão árdua", comentou. Após dar apoio aos devotos de Nossa Senhora, ela seguiu viagem para Aparecida, onde colocou aos pés da imagem sagrada o nome de todos que ajudaram nas doações.

"Temos muito a agradecer a essas pessoas que nos ajudam na beira da estrada. Não é toda parte da estrada que temos local para comprar água ou alguma coisa para comer", disse Paulo Bernardes, que saiu de São José dos Campos na tarde de sábado.

Além de alimentos e bebidas, um grupo de voluntários montou um altar com a imagem de Nossa Senhora na margem da rodovia, onde muitos fiéis paravam para rezar, pedindo proteção para os 40 quilômetros restantes até Aparecida.

Ontem, o público total, estimado pela igreja, foi de 13 mil pessoas. Para o 12 de outubro, Dia da Padroeira, são aguardadas 16 mil pessoas. Às 18h, ocorre a Missa de Encerramento, transmitida diretamente do Santuário Nacional. Neste ano, toda a programação ocorre de forma virtual, pela TV Aparecida ou pelo site oficial, sem a participação presencial do público.

Cotidiano