PUBLICIDADE
Topo

Novo entrega ao TSE documento que oficializa expulsão de Sabará

Filipe Sabará tenta candidatura à Prefeitura de São Paulo - Reprodução
Filipe Sabará tenta candidatura à Prefeitura de São Paulo Imagem: Reprodução

Pedro Venceslau

Do Estadão Conteúdo, em São Paulo

22/10/2020 20h30

O partido Novo entregou hoje ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ofício em que oficializa a expulsão do candidato da sigla à Prefeitura de São Paulo, Filipe Sabará. Por suas redes sociais, Sabará disse que vai tentar garantir sua candidatura na Justiça.

"Já recorri e ganhei na Justiça em diversas instâncias: no TRE, o deferimento da candidatura e no TSE, liminar que também possibilita continuar a candidatura", escreveu.

Por meio de nota, o TRE informou que, "por enquanto, essa candidatura teve o pedido de registro deferido", conforme consta em sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A propaganda eleitoral de Sabará continuou a ser exibida normalmente no rádio e na TV ontem. O tribunal também disse que não pode se manifestar "sobre um tema que pode vir a ser judicializado", e que, "em se tratando de caso concreto, se a informação (sobre a expulsão) for levada ao processo, o juiz fará a respectiva análise".

O imbróglio envolvendo Sabará dividiu ainda mais os 34 candidatos a vereador da sigla. Para a candidata Fabiana Camargo, que apoia Sabará, a expulsão prejudica a imagem do partido.

"Esse processo prejudica demais o Novo e tumultuou a campanha dos candidatos a vereador. Não estou dando conta de responder tantas perguntas", afirmou.

Já o candidato Luiz Bucciarelli, que faz parte dos grupo de opositores a Sabará, afirmou que a decisão da cúpula do Novo foi correta e reforça a governança da legenda.

"Quanto tempo o PSDB carregou o Aécio? O partido talvez tenha errado no processo seletivo, mas a decisão foi correta e mostra que a governança funciona."