PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
11 meses

Litoral norte de SP rejeita restrições; Guarujá retomará barreiras

Inspeção em praia do Guarujá para evitar acesso de público - Divulgação
Inspeção em praia do Guarujá para evitar acesso de público Imagem: Divulgação

José Maria Tomazela

São Paulo

04/12/2020 13h30

A decisão do governo do Estado de regredir o Plano São Paulo de combate ao novo coronavírus para a fase amarela teve reações distintas entre prefeitos do litoral paulista. Enquanto no Guarujá, as barreiras a ônibus turísticos foram retomadas, com proibição até de guarda-sol nas praias, mais ao norte a decisão foi de não restringir o funcionamento do comércio com a chegada da alta temporada.

A prefeitura de São Sebastião decidiu manter o comércio aberto 12 horas por dia, com 60% da capacidade, funcionando até 23 horas. Casas noturnas e de baladas não podem abrir, mas bares e restaurantes só fecham à meia-noite.

"Não vamos seguir a orientação do Estado, salvo decisão judicial em contrário, pois nesse momento o município está em segurança total em relação à pandemia. Não faremos barreiras nem fechamento de praias", disse o prefeito Felipe Augusto (PSDB).

Em Caraguatatuba, a prefeitura manteve o comércio funcionando por 12 horas diárias, com até 60% da capacidade, e limite de funcionamento até 23 horas, sem aderir ao plano estadual.

Não há restrições para as praias nem previsão de barreiras sanitárias. Hotéis e pousadas podem funcionar com 100% de ocupação. A única proibição é para ônibus com turistas de um dia, exceto aqueles que levam turistas com reserva na rede hoteleira.

Em Ubatuba, de 91.824 moradores e também em estado de atenção, o comércio funciona 12 horas por dia, com 60% da capacidade. Bares e restaurantes fecham à meia-noite.

O secretário de Turismo Potiguara do Lago lamentou a decisão do governo de restringir as atividades em plena alta temporada. Dono de um quiosque, o comerciante Edson Costa disse que qualquer restrição agora será ruim. "Estava tudo parado e no prejuízo por conta da pandemia. Com a volta do movimento a gente esperava uma recuperação." Ubatuba tem 2.192 casos e 45 mortes pela doença.

Barreiras

A prefeitura do Guarujá, um dos principais destinos turísticos do litoral paulista, proibiu cadeira e guarda-sol nas praias, após registrar aumento nos casos de covid-19.

A entrada de ônibus e vans com turistas também foi proibida.

Quatro barreiras serão instaladas nos principais acessos, ainda esta semana, para evitar a entrada.

Serão liberados apenas os veículos de turismo que já tiveram licenças para acesso emitidas previamente. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Coronavírus