PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
3 meses

Congresso: pauta deve ser conduzida pelo Executivo, diz Mourão sobre fala de Lira

Arquivo - Vice-presidente afirmou que a pauta econômica prioritária no Congresso Nacional deve ser um processo conduzido pelo Executivo - Cláudio Marques/Futura Press/Estadão Conteúdo
Arquivo - Vice-presidente afirmou que a pauta econômica prioritária no Congresso Nacional deve ser um processo conduzido pelo Executivo Imagem: Cláudio Marques/Futura Press/Estadão Conteúdo

Emilly Behnke

Em Brasília

12/01/2021 12h14

O vice-presidente Hamilton Mourão afirmou hoje que a pauta econômica prioritária no Congresso Nacional deve ser um processo conduzido pelo Executivo. Mourão foi questionado sobre declarações do deputado Arthur Lira (PP-AL), que disputa a presidência da Câmara e tem o apoio do Planalto. Em coletiva ontem, Lira disse que a prioridade neste ano deveria ser a PEC Emergencial e a reforma administrativa, antes da tributária.

"Isso aí é uma declaração ainda do deputado Arthur Lira, acho que esse processo tem que ser conduzido a partir do Executivo", disse Mourão a jornalistas na chegada à vice-presidência.

Ele afirmou que o ministro Paulo Guedes, da Economia, junto ao presidente Jair Bolsonaro são os quem traçam as prioridades e buscam o entendimento com o Congresso.

O vice-presidente também comentou o anúncio de apoio do PT ao candidato Rodrigo Pacheco (DEM-MG), no Senado. Para ele, é "meio disfuncional" o apoio da sigla ao candidato que tem o aval do Planalto, enquanto na Câmara a legenda apoia o rival de Lira, o deputado Baleia Rossi (MDB-SP). "Na minha visão, o PT na Câmara apoia um candidato e no Senado apoia outro, é um troço meio disfuncional, só isso que eu vejo", declarou o vice.

Política