PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Anvisa forma maioria para liberar uso da Coronavac e vacina de Oxford -

Mateus Vargas

Brasília

17/01/2021 15h14

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) formou maioria, neste domingo, 17, para aprovar o uso emergencial da Coronavac e da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e a farmacêutica AstraZeneca. Os imunizantes serão entregues no Brasil, respectivamente, pelo Instituto Butantan e pela Fiocruz.

Além da relatora, outros dois diretores votaram para aprovar o uso dos imunizantes. Para a decisão ser confirmada, porém, ainda faltam dois votos, o que deve ocorrer nas próximas horas. Ainda é possível que um diretor peça vista do processo, mas, segundo apurou o Estadão/Broadcast, todos votarão pela aprovação ainda neste domingo, 17. Basta maioria simples (três votos) para que a utilização dos imunizantes seja chancelada.

Pela decisão que se aproxima, o Butantan terá de assinar um termo de compromisso para apresentar dados de imunogenicidade da vacina até 28 de fevereiro. Estas informações devem mostrar por quanto tempo a vacina é segura e eficaz. A assinatura do termo terá de ser publicada no Diário Oficial da União (DOU), o que pode impedir planos do governador João Doria (PSDB) de já usar a vacina em São Paulo em cerimônia neste domingo, 17.

Com relação à vacina de Oxford, o voto da diretora vale apenas para o uso das 2 milhões de doses que o governo ainda tenta importar da Índia. A decisão valeria após a publicação de extrato ou "ciência oficial" via ofício.

Cotidiano