PUBLICIDADE
Topo

Aziz: PEC autorizou o presidente 'a fazer o que quisesse para salvar vidas'

Aziz: PEC autorizou o presidente "a fazer o que quisesse para salvar vidas" - Jefferson Rudy/Agência Senado
Aziz: PEC autorizou o presidente 'a fazer o que quisesse para salvar vidas' Imagem: Jefferson Rudy/Agência Senado

Pedro Caramuru e Amanda Pupo

São Paulo

04/05/2021 19h40

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado, Omar Aziz (PSD-AM), avaliou na tarde desta terça-feira, 4, que a proposta de emenda à Constituição (PEC) de Guerra autorizava o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) "a fazer tudo o que quisesse para salvar vidas".

"Tem gente que está gravando vídeo dizendo: olha, o presidente não comprou vacina porque o presidente não aprovou a lei", rebateu Aziz. O presidente da comissão reforçou as declarações do ex-ministro da Saúde Henrique Mandetta, o depoente desta tarde, de que o Brasil necessitava ter adquirido mais imunizantes contra a covid-19. Mais cedo, Mandetta disse que se tivesse havia celeridade na compra de vacinas, a segunda onda de contaminações poderia ter sido evitada.

Criada no Senado após determinação do Supremo, a comissão formada por 11 senadores (maioria é independente ou de oposição) investigará ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia do coronavírus e repasses federais a estados e municípios. Tem prazo inicial (prorrogável) de 90 dias. Seu relatório final será enviado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.