PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Teich atualiza versão e diz que falou com presidente em reuniões sobre cloroquina

05.mai.2021 - Ex-ministro Nelson Teich presta depoimento na CPI da Covid - Edilson Rodrigues/Agência Senado
05.mai.2021 - Ex-ministro Nelson Teich presta depoimento na CPI da Covid Imagem: Edilson Rodrigues/Agência Senado

Pedro Caramuru e Matheus de Souza

05/05/2021 15h21Atualizada em 05/05/2021 16h28

O ex-ministro da Saúde e médico oncologista Nelson Teich atualizou informação que havia dado à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado, e afirmou que houve reunião com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a fim de tratar da recomendação para uso da cloroquina, remédio sem eficácia contra a covid-19, a pacientes acometidos pela doença. Mais cedo, Teich havia dito que não participou de nenhuma reunião técnica sobre o assunto.

"Teve reunião em que esse assunto foi falado. Se o senhor considerar isso uma reunião sobre o assunto, a resposta é sim", respondeu Teich ao relator da comissão, o senador Renan Calheiros (MDB-PE). "Em reuniões com ele presidente Bolsonaro eu falei sobre o remédio. Eu tinha minha posição clara, que eu não ampliaria o uso", completou.

Na sequência, Teich, assistido pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), lembrou-se de outra reunião com o Conselho Federal de Medicina em que o órgão apresentou estudo sobre o uso do medicamento. "Não foi uma reunião para discutir. Foi uma reunião para o CFM apresentar o documento ao presidente", reforçou Teich.

A CPI da Covid foi criada no Senado após determinação do Supremo. A comissão, formada por 11 senadores (maioria é independente ou de oposição), investiga ações e omissões do governo Bolsonaro na pandemia do coronavírus e repasses federais a estados e municípios. Tem prazo inicial (prorrogável) de 90 dias. Seu relatório final será enviado ao Ministério Público para eventuais criminalizações.