PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
15 dias

Para Doria, Covas continuará sendo 'um eterno exemplo'

Matheus de Souza

São Paulo

16/05/2021 10h46

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) lamentou a morte de seu correligionário, o prefeito Bruno Covas. Na manhã deste domingo (16), Covas faleceu em decorrência de um câncer contra o qual lutava desde 2019.

Em nota, o governador relembrou a carreira política do prefeito paulista, destacando sua coragem e lealdade. "Você foi e continuará sendo para todos nós, um eterno exemplo", diz o governador.

"Obrigado Bruno Covas, por ter compartilhado, com todos nós, tanto carinho e dedicação. À Renata e ao Pedro, seus Pais, Gustavo, seu irmão, e especialmente Tomás, seu filho, meu afeto nesse momento doloroso em que a natureza subverte o curso da vida. São Paulo terá sempre muito orgulho desse filho querido", afirmou em nota.

Durante dois anos Covas e Doria atuaram juntos na cidade de São Paulo, quando Covas foi vice-prefeito da capital paulista até que o então prefeito João Doria pediu licença do cargo para disputar o governo do Estado, vencendo o pleito no primeiro turno.

Doria destacou o período em sua mensagem. "Tive o privilégio de acompanhá-lo desde o início da vida pública, ao lado do seu avô Mario Covas. Tive a honra de tê-lo como vice, na prefeitura de São Paulo. E a alegria de ver seus ideais e realizações aprovados nas eleições de 2020" disse.

Desde a última sexta-feira, o quadro do prefeito, que estava licenciado do cargo, foi considerado irreversível pela equipe médica que o acompanhava. Às 8h20 desta manhã o Hospital Sírio-Libanês confirmou a morte de Covas, que deixa o filho de 15 anos, Tomás Covas Lopes.

Cotidiano