PUBLICIDADE
Topo

Política

Conteúdo publicado há
1 mês

Lira sobre Luis Miranda: 'se você sabe de algo, detone e traga a público'

16.jun.2021 - O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), durante discussão de projetos de lei - Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
16.jun.2021 - O presidente da Câmara, deputado Arthur Lira (PP-AL), durante discussão de projetos de lei Imagem: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

Camila Turtelli

Brasília

24/06/2021 12h18

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que o deputado Luis Miranda (DEM-DF), lhe enviou, na segunda-feira, 21. mensagem com reportagem do G1 tratando sobre as denúncias envolvendo a compra da vacina indiana Covaxin pelo governo brasileiro.

"Eu disse que se você sabe de algo, detone e traga a público", afirmou. "Ele disse que queria conversar comigo eu perguntei para quê? Não sou do MP (Ministério Público) e nem da PF (Polícia Federal)", emendou Lira em "live" do Jota.

Para o presidente da Câmara, o deputado tem voz popular e precisa ter coerência no que fala. "A CPI vai querer ouvi-lo e ele vai ter que se explicar. O fato precisa ser elucidado. A minha recomendação foi clara. Se o senhor tem alguma irregularidade, denuncie", disse.

CPI da Covid

Lira repetiu ser contra o "timming" da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid-19 no Senado. "O problema que eu vinha dizendo é que estamos no meio da guerra. Como você vai investigar crimes de guerra com a guerra em curso. qual a receita, a não ser vacina, que temos referência?", questionou.

"Quem cometeu seus erros vai pagar, mas quem cometeu erros vai ser pego. Os rastros não podem ser apagados. O debate politizou-se. Tem senadores fazendo nota de repúdio, num tom parcial", afirmou Lira.

Política