PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

Fiocruz alerta para tendência de alta em casos de síndrome respiratória aguda

24.fev.2016 - Sede da Fiocruz, no Rio de Janeiro - Celso Pupo /Fotoarena/Folhapress
24.fev.2016 - Sede da Fiocruz, no Rio de Janeiro Imagem: Celso Pupo /Fotoarena/Folhapress

Marcio Dolzan

Rio

05/08/2021 10h12Atualizada em 05/08/2021 11h04

O mais recente Boletim InfoGripe Fiocruz sugere possível reversão na tendência de queda no número de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no Brasil.

De acordo com os números divulgados na quarta-feira, 4, apesar de os indicadores apontarem para tendência de queda no longo prazo, nas últimas três semanas os dados indicam "sinal moderado de crescimento". Segundo o boletim, em praticamente todo o Brasil o total de óbitos por SRAG está caindo, mas Acre, Mato Grosso do Sul e Pará apresentam sinal de crescimento para as próximas seis semanas.

Os pesquisadores apontam que, embora São Paulo "também apresente sinal moderado de crescimento na tendência de curto prazo", o Estado vem registrando queda nas últimas seis semanas. Em 11 Estados, os números apontam para estabilidade: Amazonas, Amapá, Distrito Federal, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Pernambuco, Piauí, Paraná, Rio de Janeiro e Rondônia.

Quando são consideradas apenas as capitais, chama atenção os casos de Porto Alegre (RS) e Rio Branco (AC), cujos indicadores apresentam sinal de forte de crescimento da tendência de longo prazo, e sinal moderado na tendência de curto prazo.

Coronavírus