PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Leite: Temos de desfazer ideia de que desenvolvimento na agenda ambiental é punitivo

Eduardo Rodrigues e Eduardo Gayer

Brasília, 25

25/10/2021 19h33

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, destacou há pouco a importância dos bancos no financiamento de iniciativas ambientalmente sustentáveis. "Temos de desfazer ideia de que desenvolvimento na agenda ambiental possui caráter meramente punitivo que somente onera as ações propostas", afirmou, em cerimônia de lançamento do Plano Nacional de Crescimento Verde (PNCV), no Palácio do Planalto. "Temos de aproveitar a vantagem de ser um gigante para gerar empregos verdes e crescimento econômico", completou.

O ministro lembrou que o PNCV tem como objetivos aliar redução das emissões de carbono, conservação de florestas e uso racional de recursos naturais com geração de emprego verde e crescimento econômico.

Leite destacou a criação do Comitê Interministerial sobre Mudança do Clima e Crescimento Verde (CIMV), com a participação de dez ministérios. "A agenda verde terá mais transversalidade, captando recursos de forma integrada", avaliou.

O ministro repetiu que o Governo Federal já conta com linhas de crédito que somam R$ 400 bilhões e contemplam projetos verdes em áreas como conservação e restauração florestal, saneamento, gestão de resíduos, ecoturismo, agricultura de baixa emissão, energia renovável, mobilidade urbana, transporte e logística, tecnologia da informação e comunicação e infraestrutura verde.

Cotidiano