PUBLICIDADE
Topo

Cotidiano

Conteúdo publicado há
1 mês

Presidente do PSB aposta no plano de governo como ferramenta para ampliar apoio a Lula

São Paulo, 23

23/05/2022 20h00

O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, afirmou nesta noite, 23, que a formação da frente ampla em torno da pré-candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) deve ocorrer por meio de uma demonstração no programa de governo do petista.

"Se a gente está falando de frente ampla e essa frente, do ponto de vista partidário não ocorreu, nós devemos pelo menos agora dar uma demonstração no programa, de um programa de frente, porque aí você pode agregar setores econômicos, políticos, sociais, que não sejam de esquerda, e possam ter um ponto de identidade com o programa", disse Siqueira aos jornalistas.

Na avaliação do dirigente, é preciso incluir pontos de interesses que conversem com segmentos distintos. "Pode pegar pontos de unidade de interesse de empresário e trabalho, agronegócio e agricultura familiar", exemplificou. "Tem que deixar claro essa abertura para ampliação."

O discurso foi feito após a primeira reunião da coordenação geral da campanha de Lula, realizada hoje, em São Paulo. No encontro estiveram presentes, além de Lula, o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB) e presidentes e dois representantes dos sete partidos que compõem a coligação: PT, PSB, Solidariedade, PSOL, PCdoB, PV e Rede.

Cotidiano