Weintraub anuncia pré-candidatura à prefeitura de São Paulo mesmo Sem Partido

O ex-ministro da Educação do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), Abraham Weintraub (PMB-SP) anunciou, via redes sociais, sua pré-candidatura à prefeitura de São Paulo. No fim de janeiro, o ex-ministro já havia dito em uma live que gostaria de concorrer ao cargo nas eleições municipais deste ano.

Filiado ao Partido da Mulher Brasileira (PMB), Weintraub pretende utilizar na disputa o número 37, que não representa nenhum partido e sim um de seus salmos preferidos da Bíblia. A escolha aponta a vontade do ex-ministro de concorrer de forma independente contra os candidatos já oficializados na disputa. Em suas publicações, ele se coloca como o "único que enfrenta Boulos, Tabata ou o centrão".

Apesar da promessa, a Constituição não permite a candidatura sem filiação partidária. Em relação a isso, Weintraub diz que irá apresentar ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) recurso para possibilitar sua participação no pleito.

Relacionando sua pré-candidatura à organização sem fins lucrativos "Farol da Liberdade", o ex-ministro declara já possuir um candidato a vice, que terá seu nome anunciado em breve.

Já seu plano de governo para a prefeitura foi exibido em uma live realizada na segunda-feira, 11. Na transmissão, Weintraub defende o investimento em segurança pública, o corte de verbas voltadas à cultura e a diminuição do número de secretarias de São Paulo.

Antigo aliado de Bolsonaro, a relação dos dois se desgastou devido às eleições de 2022, quando o ex-presidente decidiu apoiar seu então ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, para ser candidato ao cargo de governador do Estado de São Paulo. Weintraub teria ficado "magoado" com a decisão porque gostaria de ser o candidato a receber o apoio do então presidente.

Deixe seu comentário

Só para assinantes