Costa Filho: reunião no Planalto discutirá ações sobre concessionária de aeroporto no RS

O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, disse que a retomada das operações do Aeroporto de Porto Alegre (Salgado Filho) não pode ser uma questão politizada. "Todos nós sabemos a importância do aeroporto para o Estado do Rio Grande do Sul e para o Brasil. Isso tem de ser construção coletiva. Ninguém pode anunciar a retomada do aeroporto sem ter uma análise da pista", afirmou após evento realizado em Brasília.

Quando perguntado sobre o risco de a Fraport, que administra o aeroporto, pedir para entregar a concessão, o ministro disse "não" e emendou destacando os trabalhos feitos pela concessionária ao longo das últimas semanas. "Toda a área do terminal já foi limpa, agora estamos fazendo análise da parte elétrica e de equipamentos", afirmou.

O ministro se reunirá durante a tarde com o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, no Palácio do Planalto, "para discutir as próximas ações em relação à Fraport", conforme disse Costa Filho.

Em discussão estão demandas de equilíbrio econômico e financeiro por parte da concessionária, que desde o alagamento do Aeroporto Salgado Filho tem as operações reduzidas a quase zero.

Sobre os testes na pista, o ministro disse que há empenho do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) e de empresa estrangeira contratada pela Fraport. "Foram 22 dias alagada. Seria equivocado por parte do governo falar neste momento em dados sem ter uma análise criteriosa da situação do aeroporto. Mas nós estamos muito confiante que estamos cada vez mais construindo unidade", afirmou.