Moro rebate críticas de Lula: me ataca para esconder corrupção de seu governo

O senador Sergio Moro (União-PR) rebateu, em sua conta na rede X, antigo Twitter, as críticas feitas na manhã desta terça-feira, 18, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista à Rádio CBN, quando disse que ele e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, são semelhantes ao se portarem como "paladinos da justiça", mas possuírem "o rabo preso a compromissos políticos".

Em sua postagem na rede X, Moro disse que "Lula quer levantar nuvem de fumaça sobre a incompetência de seu governo na economia" e que o mandatário continua usando a mesma técnica de sempre: "Lula, ao atacar sem razão o Bacen e Campos Neto, quer levantar nuvem de fumaça sobre a incompetência de seu governo na economia. É a mesma técnica que usou contra mim: quando me atacava queria esconder a corrupção de seus Governos e da Petrobras. Há método na mentira lulista", disse.

Na entrevista que concedeu nesta terça à CBN, Lula disse que Campos Neto tem um viés político de atuação, citando o jantar em que foi homenageado, na semana passada, pelo governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas. E comparou a autoridade monetária a Moro, que deixou o governo Jair Bolsonaro, onde ocupava a pasta da Justiça, para se lançar na seara política. "O paladino da Justiça, com rabo preso a compromissos políticos."

Deixe seu comentário

Só para assinantes