Conselho de Ética vota cassação de deputada que relacionou a família Bolsonaro a criminosos

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara vai se reunir nesta quarta-feira, 19, para analisar o processo de cassação da deputada Fernanda Melchionna (PSOL-RS). Ela é acusada pelo Partido Liberal (PL) de ter ofendido a família do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) em reunião da Câmara.

Na ocasião, a parlamentar solicitou o tempo de líder para se opor ao projeto apresentado pelo PL sobre mudanças na legislação penal a respeito do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e relacionou a família Bolsonaro a criminosos.

O relator da apresentação, deputado Júlio Arcoverde (PP-PI), considerou que não houve quebra de decoro parlamentar e pediu arquivamento do caso. Agora, o parecer do deputado precisa ser votado pelo Conselho.

Deixe seu comentário

Só para assinantes