Zoológico de SP recebe quatro pinguins-de-Magalhães

O Zoológico de São Paulo, na zona sul da cidade, tem novos moradores: Ema, Phoebe, Val e Roxo, quatro pinguins-de-Magalhães, uma espécie nativa da América do Sul. A partir de sábado, 22, o visitante poderá conhecer os animais recém-chegados, que vão ficar em um novo ambiente construído para recebê-los.

A área foi chamada de Espaço Patagônia e é adaptada às características da espécie, que vive em água salgada. O ambiente conta com piscina, tocas e fendas que imitam rochas, obstáculos para exercícios, além de climatização. Uma equipe de educadores ambientais vai tirar dúvidas dos visitantes e contar curiosidades sobre essas aves.

"Embora muitas pessoas associem os pinguins ao frio, esta espécie é adaptada à grande variação de temperatura, entre 7ºC e 30ºC, e durante o inverno rigoroso, migram para regiões mais quentes, no litoral brasileiro", explica Marina Somenzari, bióloga do zoológico.

Normalmente, os pinguins-de-Magalhães vivem em países como Argentina e Chile. No período de migração, são influenciados por correntes marítimas.

A espécie mede entre 60 e 70 centímetros, pesa em torno de 5 kg e costuma viver até os 25 anos. Os animais jovens têm cor acinzentada, enquanto os adultos têm coloração preto e branca, com faixas bem definidas na lateral do corpo e cabeça.

Na natureza, esses pinguins caçam em bando e se alimentam principalmente de peixes, crustáceos e lulas.

O parque funciona todo dia, das 9h às 17h. Ingressos podem ser comprados na bilheteria ou no site.

Deixe seu comentário

Só para assinantes