Acusado de homicídio, médico brasileiro que sofreu acidente na África é preso, diz site

O médico brasileiro Charles Sá, único sobrevivente em acidente na estrada Otavi-Otjiwarongo, na região de Otjozondjupa, na Namíbia, foi preso no país africano. As informações são do veículo de notícias local The Namibian.

Segundo a publicação, a porta-voz da polícia, Kauna Shikwambi, disse na sexta-feira, 21, que o brasileiro, que conduzia uma Toyota Fortuner, foi acusado de homicídio culposo e condução imprudente.

O site não chegou a citar o nome do brasileiro. De acordo com a publicação, o acidente teria feito nove vítimas, no entanto, a polícia só havia divulgado os nomes de oito.

Ao Estadão, o Itamaraty informou que acompanha o caso desde que foi notificado na manhã da quarta-feira, 19. "A Embaixada determinou o deslocamento imediato de funcionário do posto para a cidade de Otjiwarongo, perto de onde ocorreu o acidente."

Charles Sá e sua mulher, Natale Gontijo de Amorim, ambos cirurgiões plásticos com clínica em Ipanema, na zona sul do Rio, foram à África para realizar um sonho antigo, como o médico contou nas redes sociais na segunda-feira, 17.

"Hoje a gente começa nosso safári expedicionário por alguns países africanos. Vamos cruzar a África em SUV 4x4... só nós dois... sem guia… passaremos por vários parques e reservas contemplando a natureza primitiva… sua dinâmica e suas regras.. ano passado ficamos alguns dias em um único lodge (tipo de alojamento) na reserva Sabi Sabi. Este ano iremos visitar e se hospedar em vários lodges nas diferentes reservas/regiões da África. Muito feliz de poder realizar este sonho antigo", escreveu o médico. O passeio iria durar 15 dias.

O casal postou fotos da chegada à África do Sul. No dia seguinte, sozinho em uma caminhonete, o casal seguia pela estrada Otavi-Otjiwarongo, na região de Otjozondjupa, na Namíbia, quando bateu de frente com outro veículo onde havia sete pessoas. Todos os ocupantes desse outro veículo morreram.

Natale chegou a ser levada ao hospital, mas também não resistiu aos ferimentos. Segundo a TV local, o brasileiro teria perdido o controle da caminhonete, durante uma ultrapassagem, e atingido o outro veículo na pista contrária.

Nesta quarta-feira, a clínica na qual o casal atuava no Rio postou uma nota de pesar: "É com imensa tristeza que recebemos a notícia do falecimento (...). Natale Gontijo foi uma profissional exemplar, dedicada à medicina e ao bem-estar de seus pacientes. (...) Neste momento de dor, em nome da equipe Performa, nos solidarizamos profundamente com o Dr. Charles Sá e com todos os familiares e amigos. (...) Manifestamos aqui nosso mais sincero pesar e oferecemos nossas condolências à família, amigos e colegas de trabalho. Que a alma de Dra. Natale Gontijo descanse em paz".

Nas redes sociais, familiares informam que Sá é potiguar e estava casado havia mais de 20 anos com Natale. Ela é mineira, mas ambos moravam no Rio, onde mantinham uma das clínicas - eles trabalhavam também em Belo Horizonte e Natal. Por mais de 20 anos Natale foi assistente de Ivo Pitanguy, um dos mais conhecidos cirurgiões brasileiros.