Lucro da Cocal sobe 1,3% e atinge R$ 438,1 milhões no ano-safra 2023/24

São Paulo, 24 - A Cocal informou, em nota, que apresentou lucro líquido de R$ 438,1 milhões no ano-safra 2023/24, alta de 1,3% em relação à temporada anterior. A empresa sucroenergética do interior paulista também teve receita líquida de R$ 2,579 bilhões, aumento de 7,5% em relação à safra anterior. Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado cresceu 9,4%, para R$ 1,482 bilhão.Em nota, a Cocal também relatou que a moagem foi de 8,811 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, aumento de 4,3% em relação ao acumulado da safra anterior. Com um mix mais açucareiro (63%), a produção de açúcar totalizou 721 mil toneladas, aumento de 7,7% em relação à safra passada. Em paralelo, a produção de etanol na safra 2023/24 foi de 287 milhões de litros, crescimento de 3,1%.A produtividade agrícola, medida pela Tonelada de Açúcar por Hectare (TAH), foi de 11 t/ha, ganho de 7,4% em relação à safra anterior. O rendimento TCH (Tonelada de Cana por Hectare) foi de 81 t/ha, alta de 7%, e o Açúcar Total Recuperado (ATR) atingiu 136,1 kg/t, avanço de 0,4%. "Este resultado reflete, sobretudo, o comprometimento dos colaboradores e os investimentos realizados na renovação e manutenção do canavial nas safras anteriores, com foco em manejo e aplicação de novas tecnologias, além de melhores condições climáticas no período de desenvolvimento da matéria-prima", disse, em nota, o CEO da Cocal, Luiz Scartezini.A Cocal também informou que o volume de energia elétrica exportada atingiu 447 mil MWh, aumento de 6% em relação à safra anterior.Quarto trimestreNo quarto trimestre da temporada 2023/24, o lucro líquido da Cocal cresceu 6,2% ante igual período do ano-safra anterior, para R$ 43,112 milhões. O Ebitda ajustado teve alta de 4,4%, para R$ 305,982 milhões, e a receita líquida avançou 5%, para R$ 598,568 milhões. No período, a moagem de cana caiu 14,2%, para 343 mil toneladas.

Deixe seu comentário

Só para assinantes