UOL Notícias Notícias
 

28/03/2007 - 14h41

Abras: empresas encomendam mais itens para Páscoa

São Paulo - A Páscoa deste ano está gerando boas expectativas para o setor supermercadista. De acordo com pesquisa da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), 53% das empresas fizeram encomendas maiores neste ano, se comparadas aos pedidos do mesmo período de 2006. O levantamento apontou, porém, que 38% ainda mantiveram o mesmo nível de compras da Páscoa anterior. Apenas 9% informaram ter comprado uma quantidade menor na comparação com a data do ano passado.

Em relação às encomendas de ovos da Páscoa, 52% dos entrevistados informaram que fizeram compras 13%, em média, acima das realizadas em igual período de 2006. Outros 41% encomendaram a mesma quantidade do produto. Segundo a pesquisa, foi observada a preferência de ovos entre 150 e 500 gramas, com 55% das empresas tendo encomendado 13% acima desse item que o total adquirido na Páscoa anterior.

De acordo com o levantamento, 45% das companhias adquiriram 10% a mais de caixas de bombons de chocolate do que o verificado no mesmo período de 2006. Outras 44% mantiveram a quantidade. O item chocolate em barra e tablete teve encomendas maiores. Segundo a pesquisa, 48% das empresas compraram, em média, 11% a mais do que a data do ano passado. Os pedidos de colombas pascais mantiveram-se no nível de 2006 para 48% das empresas. Outras 23% disseram que elevaram as compras em 12%.

Na categoria de bebidas, 47% das pesquisadas aumentaram, em média, 13% as encomendas, em relação aos pedidos feitos para a Páscoa passada. Segundo o levantamento, 55% delas compraram a mesma quantidade de vinhos. Outros 36%, porém, informaram ter encomendado 8% a mais que a quantia observada na Páscoa de 2006. Nos vinhos importados, as encomendas foram 10% superiores às do mesmo período de 2006 para 36% das pesquisadas. Mas 55% delas mantiveram o patamar do ano passado.

Para os pescados, a expectativa é maior. A pesquisa apontou que 70% responderam que fizeram compras 14% superiores. Do total, 27% mantiveram o nível de compra. Para 48% das companhias, as vendas de bacalhau foram, em média, 14% maiores. Outros 52%, por outro lado, mantiveram a quantidade de pedidos feitos no mesmo período do ano anterior.

Movimento

Do total de empresas pesquisadas, que respondem por cerca de 50% do faturamento do setor, 70% têm a expectativa de os consumidores comprarem mais neste ano. Outros 23% acreditam que o movimento de compra será semelhante ao da Páscoa de 2006. Apenas 7% das pesquisadas avaliaram que haverá queda nas vendas.

A expectativa do presidente da Abras, Sussumo Honda, é a de que o faturamento do setor registre aumento de 7% em relação ao verificado no mesmo período do ano passado. A avaliação está baseada no aumento de 5% da produção de chocolates feita pela indústria e na expansão em torno de 10% de itens como bacalhau e azeite.

Ele ressaltou também que a data da Páscoa de 2007 deverá favorecer o incremento dos negócios, já que será celebrada após o quinto dia útil de abril, coincidindo com o período de pagamento dos salários.

O executivo acredita que o mês de março manterá o ritmo de crescimento apresentado pelo setor em fevereiro, de 5,45% na comparação com igual intervalo de 2006. A alta acumulada no primeiro bimestre, de 6,05%, dá sinais de que o faturamento dos supermercados em 2007 deverá apresentar evolução entre 3,5% e 4%, superando a previsão inicial, que era entre 3% e 4%.

Lorena Vieira

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host