UOL Notícias Notícias
 

04/04/2007 - 03h17

Guarulhos aguarda verba federal para tratar esgoto

São Paulo - O superintendente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) de Guarulhos, João Roberto Rocha Moraes, afirma esperar para os próximos meses a liberação de R$ 130 milhões do governo federal para a construção de três estações de tratamento de esgoto e de coletores-tronco. Com essa verba e a contrapartida obrigatória do município, será possível elevar a porcentagem de esgoto coletado e tratado na cidade de zero para 33%, em três anos. Para atingir 100%, seriam necessários R$ 450 milhões.

As declarações do governador José Serra (PSDB), ontem (2), criticando o acordo firmado entre a prefeitura de Guarulhos e o Ministério Público Estadual (MPE) para tratar 100% do esgoto em 30 anos esquentaram a guerra política entre o Estado e o município, que lança, sem tratamento, 1.000 m³ de dejetos por segundo no Rio Tietê.

Ao anunciar projetos ambientais do governo, Serra afirmou que a poluição do Tietê é causada especialmente por Guarulhos e o acordo entre a prefeitura e o MPE é "maluco". Na verdade, Guarulhos é a única cidade que não trata nada do que coleta, e, em alguns casos, nem coleta. Em comparação a outras cidades mais pobres, como Poá, a situação do município é vergonhosa. Porém, cerca de 3 milhões de paulistanos, quase três vezes a população guarulhense (1,2 milhão), ainda não têm acesso ao tratamento de esgoto.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,21
    3,129
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h35

    0,04
    76.004,15
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host