UOL Notícias Notícias
 

17/04/2007 - 07h33

Professor é libertado após 28 horas em cativeiro em SP

São Paulo - O professor universitário Leôncio Fernandes Pascoal, de 32 anos, foi libertado de um cativeiro, na noite de ontem, na zona sul de São Paulo, após ficar 28 horas em poder de uma quadrilha formada por pelo menos sete seqüestradores.

Na tarde do último domingo, Fernandes saiu de casa e disse para a mulher que iria comer algo na rua, mas não voltou mais. Numa rua próximo de sua residência, o professor, que dirigia uma picape, foi levado pro criminosos para um cativeiro, uma casa localizada na zona sul. Ao receber o primeiro telefonema dos seqüestradores, a mulher do professor aceitou em fazer uma transferência bancária no valor de R$ 1.000 para uma conta. O saque foi feito pela quadrilha.

Durante patrulhamento, policiais militares desconfiaram de três ocupantes de uma picape. Ao abordarem o trio e pesquisarem os dados do veículo, os policiais verificaram que havia uma queixa de roubo com retenção de vítima em relação à picape. Os três detidos então confessaram que haviam seqüestrado uma pessoa e levaram os policiais até o cativeiro, onde outros três criminosos foram detidos. Um conseguiu fugir. Na casa, pertencente a um dos bandidos que tomavam conta da vítima, o professor foi mantido o tempo todo com mãos e pés desatados e não teria sofrido agressão física.

Ricardo Valota

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host