UOL Notícias Notícias
 

05/06/2007 - 06h53

SP amanhece sem microônibus em cinco regiões

Ricardo Valota
de São Paulo
Um total de 3.950 microônibus de cinco cooperativas não sairam das garagens nesta manhã de terça (5), afetando milhares de paulistanos que seguem para o trabalho e dependem das 254 linhas fora de operação neste momento.

Segundo a São Paulo Transportes (SPTrans), das oito cooperativas existentes, estão paradas Cooperalfa/Unicoopers, Cooperpeople, Transcooper/Fênix, Cooperativa Nova Aliança e Associação Paulistana. Essas empresas atendem a bairros das regiões noroeste, norte, nordeste, leste e sudeste da cidade.

Como a maioria das cooperativas está parada, o que deixa um número muito pequeno de microônibus em operação, o Plano de Ajuda entre as Empresas em Situação de Emergência (Paese), no qual coletivos de cooperativas que operam normalmente são transferidos para áreas afetadas, só pôde ser colocado em operação nesta terça-feira, com 220 carros, na região sudeste, onde ficam bairros como Sacomã, Ipiranga, atendidos pelo lote 5, o mesmo que ontem já havia parado. Os microônibus só circulam normalmente nas regiões sul, sudoeste e oeste da cidade.

As cooperativas protestam contra a decisão da SPTrans de reduzir a partir de março o repasse de R$ 1,19 por passageiro pagante para R$ 1,06. Além disso, criticam o novo limite para o pagamento pelos passageiros isentos - idosos e deficientes físicos. As isenções caíram em 23,5% nas duas áreas testadas pelo governo. As empresas também protestam contra o reajuste contratual dado a concessionários (empresas de ônibus) pelo secretário municipal dos Transportes Frederico Bussinger, e publicada no Diário Oficial de sábado.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    17h00

    0,44
    3,190
    Outras moedas
  • Bovespa

    18h21

    0,14
    76.390,52
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host