UOL Notícias Notícias
 

06/06/2007 - 12h08

Preocupação com inflação puxa Bolsas de NY para baixo

São Paulo - O acentuado aumento no custo unitário da mão-de-obra norte-americana no primeiro trimestre, conforme a revisão do Departamento do Trabalho divulgada hoje, renovou as preocupações em relação à inflação e somou-se aos motivos que têm puxado o ajuste de baixa das bolsas de Nova York, como a apreciação do juro dos Treasuries (títulos do Tesouro dos EUA).

Além do dado, a presidente do Federal Reserve Bank de Cleveland, Sandra Pianalto, disse na Alemanha que a inflação tem estado em patamares superiores aos que considera confortáveis e identificou os preços de energia e das commodities como possíveis ameaças à estabilidade dos preços. Ela disse haver risco de as expectativas para a inflação moverem-se em alta.

Às 12h08 (de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,78%, o Nasdaq cedia 0,91% e o S&P 500 recuava 0,81%.

O Departamento do Trabalho revisou para elevação de 1,8% o custo da mão-de-obra no primeiro trimestre, de estimativa anterior de aumento de 0,6%. A produtividade subiu 1,0% nos três primeiros meses de 2007, em linha com as projeções e abaixo dos 1,7% estimados anteriormente. As informações são das agências internacionais.

Cynthia Decloedt

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,67
    3,136
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    0,31
    75.990,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host