UOL Notícias Notícias
 

29/06/2007 - 14h58

Justiça condena José Rainha a dois anos de prisão

São Paulo - O líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) José Rainha Júnior, de 46 anos, foi condenado a 2 anos e 20 dias de reclusão, mais 20 dias de multa, sob a acusação de ter se apropriado indevidamente de R$ 1,4 mil de um assentado. A sentença, datada do último dia 21, só foi divulgada nesta sexta-feira, 29.

Rainha liderou a mais recente onda de invasões do MST em São Paulo, com a ocupação de 16 fazendas no Pontal do Paranapanema e oeste do Estado. Ele conseguiu o direito de continuar em liberdade enquanto aguarda o julgamento do recurso. É a terceira condenação penal do líder, já condenado por porte ilegal de armas, formação de quadrilha e danos, além de outros crimes.

De acordo com a sentença, em 1999, durante a distribuição de recursos liberados pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para assentados da fazenda Santa Clara, o então coordenador do MST reteve o dinheiro do sem-terra Aparecido Guimarães, alegando que ele tinha abandonado seu lote. O recurso foi transferido para o assentado Bertoldo Rainha, irmão do líder. O advogado de Rainha, seu outro irmão, Roberto Rainha, já entrou com recurso.

José Maria Tomazela

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,40
    3,181
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    2,01
    70.011,25
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host