UOL Notícias Notícias
 

26/07/2007 - 08h47

Prefeitos disputam novo aeroporto de São Paulo

São Paulo - Com a crise aérea, vários municípios entraram na disputa para ter um aeroporto alternativo a Congonhas e Cumbica, seja ampliando os que já existem ou construindo novos. O presidente da Anac, Milton Zuanazzi, disse ontem que há conversas adiantadas com a Aeronáutica sobre a pista de Jundiaí.

Sorocaba, Bragança Paulista, Itanhaém, Guarujá e Campinas também tentam viabilizar seus projetos. São pistas administradas pelo Departamento Aeroviário do Estado ou pela Força Aérea Brasileira (FAB). Sorocaba já entregou há quatro meses aos governos federal e estadual plano para construção de um aeroporto internacional. O custo estimado é de R$ 230 milhões.

Em Bragança Paulista, a lei municipal dificulta planos de renovar o aeroporto. Já Itanhaém tem possibilidade de ampliar a pista. Guarujá quer criar um aeroporto civil no lugar da Base Aérea, em Vicente de Carvalho.

Quem está estruturado também está na disputa. É o caso do superintendente da Empresa Brasileira de Infra-estrutura Aeroportuária (Infraero) em Viracopos, Edgar Brandão. Ele disse que o aeroporto é capaz de receber hoje 4 milhões de passageiros por ano.

De certeza mesmo é o aumento da movimentação no Aeroporto de São José dos Campos, a partir de agosto. O local tem pista de 3 mil metros de cumprimento - o dobro da de Congonhas -, mas está ocioso em 95% e deve começar a receber vôos fretados das companhias aéreas. As informações são de O Estado de S. Paulo

Eduardo Reina

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host