UOL Notícias Notícias
 

11/08/2007 - 14h53

Jobim diz que parte dos jatinhos de Congonhas vai para Jundiaí

Tatiana Favaro
Em Jundiaí
O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse neste sábado (11) em Jundiaí que parte dos vôos executivos de Congonhas deverá ser transferida para aquela cidade do interior. Atualmente, o aeroporto estadual administrado pelo Departamento Aeroviário de São Paulo (Daesp) recebe aproximadamente cem vôos executivos por dia, segundo informação dos administradores, e passaria a receber 250 jatos.

"Já há condições de operação", afirmou Jobim, em visita ao aeroporto. "Serão necessárias a construção de uma torre de controle e a coordenação para não atrapalhar o tráfego de Viracopos", disse o ministro.

Para ampliar a capacidade de recebimento de vôos, o Aeroporto Estadual de Jundiaí precisará transferir o aeroclube que atualmente funciona no local. Segundo informou o secretário de Estado dos Transportes, Mauro Arce, o investimento previsto para a construção de uma torre de controle e aquisição de instrumentos de controle é de ao menos R$ 1,1 milhão.

De acordo com o presidente da TAM Jatos Executivos, Rui Aquino, se os governos liberarem o dinheiro, é possível passar a operar com a capacidade dobrada em 90 dias. O prefeito de Jundiaí, Ary Fossen (PSDB), informou que nos próximos 15 dias deve negociar a transferência do aeroclube. Fossen ainda não decidiu se a prefeitura vai doar uma nova área para o aeroclube.

O ministro Nelson Jobim também visitou, acompanhado pelo comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, o Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h09

    0,90
    3,156
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h19

    -1,03
    74.613,76
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host