UOL Notícias Notícias
 

23/02/2008 - 09h25

Kassab reteve R$ 49 mi da verba anticheias em 2007

São Paulo - O prefeito Gilberto Kassab (DEM) reteve R$ 49 milhões da verba destinada em orçamento para obras contra enchentes em 2007. Do valor previsto, R$ 224 milhões, foram reservados de fato R$ 175 milhões para programas que incluem limpeza de galerias, canalização de córregos e construção de piscinões - ou seja, a Prefeitura deixou de gastar 22% do total.

Mesmo assim, um dia depois de um temporal que deixou centenas de pessoas ilhadas e ruas alagadas, Kassab culpou seus antecessores pela situação. "Se as administrações anteriores tivessem investido o volume de recursos que nós temos investido, a cidade estaria numa situação bem mais favorável ao enfrentar as chuvas." Nos últimos cinco anos, os volumes mais baixos de investimento ocorreram em 2004, último ano da gestão petista de Marta Suplicy (R$ 70 milhões), e no primeiro ano da gestão do tucano José Serra (R$ 76 milhões), de quem Kassab foi vice. Segundo o secretário de Coordenação das Subprefeituras, Andrea Matarazzo, a verba existente hoje dá para atenuar os problemas, mas a solução só ocorrerá em longo prazo. "A cidade foi muito impermeabilizada."

São Paulo tem cerca de 400 mil bocas-de-lobo e 4 mil quilômetros de córregos, galerias e ramais. A Prefeitura afirmou que, de janeiro de 2005 a 20 de fevereiro deste ano, fez a limpeza de bocas-de-lobo 1,8 milhão de vezes. Além disso, houve 83 mil reformas em bueiros e a remoção 462 mil toneladas de detritos dos piscinões. Também foram realizadas 1,1 mil operações cata-bagulho de 2005 a 2007, que recolheram 35,5 mil t de material.

Obras em andamento

Kassab listou diversas obras em andamento, entre elas a construção de um piscinão no Córrego Pirajuçara. "Não faz sentido uma das regiões que têm mais dificuldade de convivência com chuvas intensas ter investimentos protelados por tanto tempo." Porém, o dinheiro retido do orçamento de 2007 daria para construir ao menos três piscinões, ao custo de R$ 15 milhões.

Levantamento feito pelo vereador petista Paulo Fiorilo com base no Sistema de Execução Orçamentária aponta que os gastos de Kassab no setor foram ainda menores. Até 31 de dezembro, só 56% dos R$ 224 milhões previstos tinham sido efetivamente pagos. Mas a Prefeitura alega que o valor a ser considerado na comparação é o empenhado (reservado para pagamentos), de R$ 175 milhões. Isso porque obras e programas iniciados em 2007 não foram quitados integralmente até o fim do ano, mas o dinheiro está disponível. Para 2008, o orçamento prevê R$ 282,1 milhões para o combate a enchentes. Até agora, R$ 140,1 milhões foram empenhados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo

AE

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -1,03
    3,146
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,09
    68.714,66
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host