UOL Notícias Notícias
 

25/03/2008 - 15h39

Bolsas da Europa fecham em alta com ajuste pós-feriado

Londres - No retorno dos negócios após o feriado da Páscoa, que deixou os mercados europeus fechados até ontem, as principais bolsas da Europa fecharam em alta de mais de 3% hoje, ajustando os preços dos ativos depois de dois dias de fortes ganhos em Wall Street. O setor financeiro liderou a recuperação das ações, com a notícia de que o banco americano JPMorgan quintuplicou sua oferta pelo banco de investimento americano Bear Stearns, para o equivalente a US$ 10,00 por ação.

Contudo, também foram renovadas as preocupações de que os ganhos de hoje das bolsas européias terão uma breve duração, na seqüência da divulgação do fraco indicador de confiança do consumidor americano, anunciado hoje, que mostrou o maior declínio em um mês na última década. David Buick, da BGC Partners em Londres, exortou vigilância: "Os investidores precisam estar vigilantes. A ajuda dada pelos bancos centrais é muito bem vinda, mas sua assistência é apenas um começo. Mais, eventualmente, será necessário. Ainda estamos no meio de uma absoluta crise de crédito. Esta crise vai pesar sobre (os setores) de moradia, construção de casas e varejo".

Em Londres, o índice FTSE-100 subiu 3,53% e fechou a 5.689,1 pontos; em Paris, o índice CAC-40 avançou 3,49% e fechou a 4.692,00 pontos; em Frankfurt, o índice Xetra-Dax subiu 3,24% e fechou a 6.524,71 pontos. Em Madri, o índice Ibex-35 subiu 3,63% e fechou na máxima, a 13.434,20 pontos; em Milão, o índice S&P/MIB avançou 3,56% e fechou a 31.453 pontos; em Lisboa, o índice PSI-20 subiu 3,76% e fechou a 10.427,37 pontos.

Ações

As ações da Allianz, maior grupo de seguros da Europa, e as do Deutsche Postbank subiram em meio as especulações de que a primeira é a favorita para tomar o comando do banco alemão. Uma aquisição bem sucedida tornaria o Dresdner Bank, que já pertence ao Allianz, e o Postbank em uma instituição combinada com uma base de 21 milhões de clientes, e seria o maior banco de varejo da Alemanha. As ações do Postbank subiram 1,73%, enquanto as do Allianz avançaram 6,6%.

Em Londres, as ações do banco britânico HBOS deram continuidade a uma recuperação depois das fortes perdas da semana passada. Foi revelado que os diretores e funcionários sênior tinham acumulado mais de 6 milhões de libras em ações depois que seu executivo-chefe Andy Hornby disse que a especulação de que o banco tinha buscado fundos de emergência do Banco da Inglaterra (BoE, o BC inglês) na seqüência das preocupações de liquidez eram "absolutamente sem fundamentos". As ações do HBOS fecharam em alta de 14,93%. As ações de outros bancos britânicos também mostraram vigor similar: Royal Bank of Scotland +9,34%, Barclays +6,99% e Lloyds TSB +6,34%.

Em outros setores, as ações do grupo de energia britânico BG Group subiram 6,36% em reação ao informe divulgado no final de semana de que a Centrica, que opera na América do Norte, Reino Unido e Europa Ocidental, está considerando fazer uma oferta de até 10 bilhões de libras pela companhia geradora de energia nuclear. Analistas comentaram que é provável que um consórcio venha a comprar a participação do governo britânico na empresa, como uma forma de evitar que empresas rivais tomem o controle da companhia.

No setor aéreo, as ações da Alitalia dispararam 32,37% depois de suas negociações terem sido repetidamente suspensas por alcançarem os limites de alta permitidos. As ações reagiram aos rumores de que a companhia aérea Air France-KLM agora tem um prazo estendido até 11 de abril para decidir se vai comprar a rival italiana. Em Paris, as ações da Air France-KLM fecharam em leve alta de 0,17%. As informações são da Dow Jones.

Suzi Katzumata

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host